Costa Web Novel: Décimo Primeiro Capítulo Part.2 - M.A.D

20.4.14

Décimo Primeiro Capítulo Part.2 - M.A.D

Feliz Páscoa, Meus Amores
Um Domingo abençoado para vocês
Estou feliz, iremos poder dedicar nosso tempo só para vocês.
Teremos uma longa pausa das aulas :)
Espero que gostem
E&E
___________________________________
 
 
Décimo Primeiro Capítulo Parte 2
 

Alguns não ligavam, outros riam, uns sentiam pena, outros tentavam ajudar. Uns ficavam felizes por ele estar pelo menos lá. Mas não era o mesmo rapaz, não era mais o bonitão, dono de todas. Estava mais para um sem abrigo, do que filho de empresários de sucesso. Provavelmente já nem se lembrava do caminho para o ginásio ou para a cozinha de casa, isso sem contar que o rosto dele já estava escondido pelos pelos faciais e o cabelo cujo ninguém alguma vez viu tão grande.
Tiago Mendonça, do mulherengo para um desajeitado. 
Observá-lo era o que Chila mais fazia nos últimos meses. Analisava seu comportamento e reações, e até mesmo apaziguava algumas brigas que ele se metia. Tiago era alguém insignificante  para ela, mas um ser humano que existia no Mundo e que frequentava a mesma Universidade que ela. Mas frequentarem o mesmo andar desde o início era impossível não saber quem ele era. Ainda mais quando Diego o odiava horrendamente.
Tinha que fazer alguma coisa, ela precisava fazer alguma coisa. Não podia ficar de braços cruzados e vê-lo naquele estado. 
Heroína ou cocaína é o que circulava no sangue dele, a ansiedade, a impaciência, a aparência, denunciava o uso. 
Seguiu-o, sem mesmo saber para onde ele ia. Já havia tanta coisa errada que ela estava fazendo nos últimos tempos que ela precisava recompensar. Talvez seu castigo não fosse tão duro.
- Tiago - chamou antes que ele entrasse no banheiro masculino.
O rapaz que estava com a aparência digna de um hippie, encarou-a sem qualquer emoção que pudesse identificar. 
Os seus olhos pareciam estarem a ser forçados a manterem-se abertos, seus lábios estavam estão secos que parecia que não vinham nenhum líquido a muito tempo.
Desceu seu olhar rapidamente para os braços nus dele. 
Seu horror ou mesmo pena, devem ter denunciado que ela viu as marcas de injecção em sua pele pois o rapaz cobriu rapidamente. 
- Sei como ajudar-te - avisou-o.
- Não preciso de ajuda - respondeu.
- Não vai ser fácil, mas sairás dessa - aproximou-se fazendo-o recuar - Tenho meios para ajudar-te.
- Deixa-me em paz - ordenou rude.
- Por favor - disse com dó ao rapaz.
- Fica longe - disse fechando as mãos para manter-se calmo.
- Tiago você precisa de alguém por perto - falou - Posso não ser eu - avisou - Pode ser a Mia...
- Olha aqui - disse empurrando-a contra a parede e com suas mãos já em seu pescoço - Se você diz algo para a Mia eu juro que eu mato você - disse apertando cada vez mais.
Chila manteu o olhar fixo no dele, apesar de sentir o ar faltar. Ele precisava de alguém em quem confiar. De alguém que não tivesse medo. Ela sabia como isso funcionava. O voluntariado ensinou-lhe isso. Como também ensinou-lhe que a pessoa mais importante pode ser o melhor remédio ou a pior droga.

__________________________________
Comentários respondidos aqui
Comente e seja mais um seguidor.
E continuação da curtinha aqui

5 comentários:

  1. ainda bem que não se pode entrar nas historias, se não eu iria fazer algo de muito mau no Diego, a culpa é toda dele

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Partilhamos quase os mesmos sentimentos prih. :)

      Eliminar
  2. Coitado do Tiago :(
    Esse Diego merece castigo!
    Espero que vocês as duas tenham tido uma boa Páscoa.

    Bjs :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Diana. Vou confessar, as vezes dá uma sensação de medo, e tristeza que parece que somos nós as personagens!!

      Eliminar
  3. Feliz páscoa pra vcs ( atrasada ashaauhs)
    Posta logo amei.
    Ajuda? Divulga , segue lê e comenta?
    http://amorquematajemi.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar